segunda-feira, fevereiro 26, 2024
Home » ‘Por que escolhi o homeschooling’: Sam Silva explica os motivos de optar pelo ensino domiciliar

‘Por que escolhi o homeschooling’: Sam Silva explica os motivos de optar pelo ensino domiciliar

por Fernando Beteti

Acompanhar de perto o desenvolvimento do filho e ter a garantia de que eles estão sendo educados dentro de valores e princípios que norteiam a sua família. Esses são os motivos principais que fazem cada vez mais pais adotarem o homeschooling. Trata-se do ensino domiciliar, quando o aluno não recebe a educação na sala de aula, mas sim em casa.

O homeschooling foi uma opção adotada por Sam Silva. Farmacêutico, empresário da área da saúde e professor adjunto na Universidade da Georgia em Atlanta, Sam Silva proporcionou aos seus seis filhos esse método de ensino – o mais novo tem sete anos de idade e a mais velha completou 21 anos recentemente. Dessa forma, ele explica o motivo dessa escolha.

“Existe um pacote meu e da minha esposa de valores e princípios e nós decidimos que isso seria melhor absorvido se nós tivéssemos controle total do conteúdo que estava sendo colocado para nossos filhos, para as nossas crianças. Assim sendo, não temos dúvida nenhuma de que melhor pessoa para essa missão é minha esposa, já que ela vai ter os valores que eu tenho.

“Então, optamos por esse sistema de educação, principalmente nessa idade mais nova, nessa idade mais tenra. Resolvemos investir nesse tempo, conteúdos específicos que a gente gostaria de compartilhar com eles. Agora, se eles vão adotar ou não nossos princípios de valores no futuro, aí é com eles”, disse.

Como funciona na prática?

Os filhos de Sam Silva seguem um projeto pedagógico cujo currículo é inglês. Entretanto, ele destaca que o movimento está em crescimento no Brasil. No homeschooling, cada aluno é avaliado constantemente e de forma contínua. Professores podem ser contratados para ajudar a ensinar conteúdos mais específicos, porém, o foco principal está com a transmissão de valores e princípios. “Esse ensino domicilar ocorre até os 15 anos de idade”, destaca.

Regulamentação do homeschooling

O projeto de lei que regulamenta o ensino domiciliar (homeschooling) no Brasil foi aprovado pela Câmara dos Deputados no dia 19 de maio. Assim, estabeleceu-se as regras para que as famílias tenham a possibilidade de optar por essa modalidade de ensino. O assunto agora está com o Senado. No entanto, a própria Constituição do Brasil já garante esse direito, segundo Sam Silva.

“Eu entendo que quanto menor o Estado mais cidadania. Quanto mais liberdade o cidadão tem, mas mais poder eu dou para ele exercer cidadania, ou seja, assumir responsabilidades. A gente observa que a Constituição já nos garantia esse direito de educar nossos filhos. Diz a Constituição que é um dever dos pais e do Estado dar Educação Básica para as crianças, então, não diz a proporcionalidade. Ou seja, a proporção que o Estado vai contribuir na educação dos meus filhos é uma prerrogativa minha. Se ele vai usar o museu do Estado, ou a biblioteca do Estado, eu estou dando a oportunidade do Estado participar da educação do meu filho”, explica.

Quer entender a rotina adotada por Sam Silva e tirar todas as dúvidas sobre o homeschooling? Assista a entrevista completa no Canal Fernando Beteti no YouTube:

Para saber mais, acesse o canal de Sam Silva no YouTube (clique aqui e conheça). Além disso, visite o site oficial.

Fernando Beteti

Artigos Relacionados

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja nosso parceiro!

Fale conosco e tire todas suas dúvidas. Venha fazer parte do maior canal de entrevistas de saúde do Brasil!

Newsletter

    @2023 Fernando Beteti – Todos os Direitos Reservados.