segunda-feira, fevereiro 26, 2024
Home » OMS vai listar adoçante da Coca-Cola Zero como potencial cancerígeno

OMS vai listar adoçante da Coca-Cola Zero como potencial cancerígeno

por Fernando Beteti

A Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (Iarc), que faz parte da Organização Mundial da Saúde (OMS), está atualmente examinando o aspartame, um adoçante artificial presente na Coca-Cola Zero. O Objetivo é mostrar os possíveis efeitos adversos para a saúde humana. Conforme relatado pela Agência Reuters, essa substância será classificada como “potencialmente carcinogênica para os seres humanos”. Em julho, a OMS planeja anunciar oficialmente os riscos associados a esse componente.

Os adoçantes artificiais têm sido objeto de pesquisas da OMS há vários anos. Em uma análise divulgada em 15 de maio de 2023, a Organização sugeriu que esses adoçantes podem ter “potenciais efeitos indesejáveis” relacionados ao uso prolongado, como um maior risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e aumento da mortalidade em adultos.

Coca-Cola Zero tem aspartame como adoçante. Foto: Divulgação

Entre os adoçantes mencionados pela OMS nessa data, destacam-se: acessulfame de potássio, advantame, ciclamatos, neotame, sacarina, sucralose, stevia e seus derivados. O aspartame também foi incluído nessa lista.

Embora seja utilizado desde a década de 1980, o aspartame foi avaliado em 1951 pelo Comitê Conjunto de Especialistas em Aditivos Alimentares da OMS/FAO (JECFA), responsável pela análise dos riscos de produtos químicos e aditivos alimentares. No entanto, ele nunca passou por uma avaliação pelas monografias da Iarc, um programa que identifica o potencial de risco de câncer em componentes e alimentos.

Fernando Beteti

Artigos Relacionados

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja nosso parceiro!

Fale conosco e tire todas suas dúvidas. Venha fazer parte do maior canal de entrevistas de saúde do Brasil!

Newsletter

    @2023 Fernando Beteti – Todos os Direitos Reservados.