sábado, fevereiro 24, 2024
Home » O que seu médico nunca contou sobre a vitamina D

O que seu médico nunca contou sobre a vitamina D

por Fernando Beteti

Ao buscar um exame para verificar os níveis de vitamina D no sangue, é comum o paciente encontrar valores de referência entre de 20 ng/mL e 30 ng/mL. Mas será que é isso mesmo? Uma legião de estudiosos no assunto acredita que não.

Entre esses médicos está Ícaro Alves Alcântara. Ele é Especialista em Homeopatia – Atuação em Qualidade de vida, estratégia Ortomolecular em Medicina e promoção de Hábitos Saudáveis de Vida.

“A maioria das pessoas tem carência de vitamina D. Isso depende muito de quais valores são considerados para a vitamina D como normais. A gente vê que o Colégio Brasileiro de Patologia, por exemplo, colocou alguns anos atrás que o ideal seria 20 a 30 ng/mL. Acontece que a grande maioria das pessoas está não abaixo dos 20, que seria uma carência muito grave para nós da medicina integrativa ortomolecular e funcional, mas a maioria das pessoas está abaixo de 50. Então eu comecei a ver que a definição de carência é que estava subvalorizada”, explicou ele em entrevista realizada no canal Fernando Beteti – Repórter Saúde, no YouTube.

Para o especialista, o ideal é que os valores de vitamina D fiquem entre 60 ng/mL. e 120 ng/mL.. “Estudos mostram que em torno de 50 ng/mL, 70  ng/mL, as mortes por todas as causas já são diminuídas. (…) Nesses 13 anos que eu trabalho de forma mais proeminente com a vitamina D, nunca tive um só caso de nefrocalcinose, que aumentam cálculos nos rins, ou de calcificação das artérias, pelo contrário, as calcificações tendem a diminuir com o tempo, desde que, claro, junto a bons hábitos de vida, uso de magnésio, entre outras ações”, completou.

Qual a dosagem?

Mas, qual seria a quantidade necessária de vitamina D, por dia, através da suplementação? Cada caso precisa ser analisado de forma individual, porém, segundo o Dr. Ícaro Alves Alcântara, são raros pacientes dele que usam menos que 10.000 unidades de vitamina D3 por dia.

“Isso, junto com a (vitamina) K2, magnésio, vitamina A e vitamina B2, por exemplo, que são os cofatores necessários não só para a vitamina D funcionar melhor. Mas também para que o cálcio que ela possibilita chegar melhor no sangue e ser distribuído adequadamente para os tecidos onde é necessário”, ensinou ele. 

Assista a entrevista completa de Dr. Ícaro ao canal Fernando Beteti – Repórter Saúde, no YouTube.

Foto da capa: Foto: Freepik

Fernando Beteti

Artigos Relacionados

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja nosso parceiro!

Fale conosco e tire todas suas dúvidas. Venha fazer parte do maior canal de entrevistas de saúde do Brasil!

Newsletter

    @2023 Fernando Beteti – Todos os Direitos Reservados.