segunda-feira, fevereiro 26, 2024
Home » Já ouviu falar em tripofobia? Saiba o que é e como tratar

Já ouviu falar em tripofobia? Saiba o que é e como tratar

por Redação
tripofobia

Casos de tripofobia têm sido relatados na internet e chamado atenção nas redes sociais. Mas afinal, o que é e como tratar?

O que é tripofobia?

Tripofobia é a aversão e desconforto provocados pela visão de pequenos buracos agrupados. Também conhecida como “O Medo de Buracos”, a tripofobia é um transtorno psicológico caracterizado pela fobia de imagens ou objetos que apresentam buracos ou padrões irregulares.

Esse tipo de fobia não é descrito pela literatura médica e não é mencionado em publicações científicas nem no Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais (DSM), que é uma obra de referência para condições relacionadas à saúde mental.

O próprio termo “tripofobia” surgiu em fóruns da internet, onde pessoas descreviam a experiência de se sentirem perturbadas ao verem pequenos buracos, como em uma colmeia de abelhas, na pele marcada pela acne ou até mesmo em aparelhos celulares com câmeras de três lentes, conforme descrito em uma reportagem do jornal americano The Washington Post.

A palavra “tripofobia” deriva da junção das palavras gregas trýpa (buraco) e phobia (medo).

O que relatam as pessoas com tripofobia?

Elas relatam sentir pavor diante de objetos ou seres com um padrão de perfurações. Esse sentimento de pavor desencadeia um desconforto físico caracterizado por prurido difuso, nervosismo e taquicardia.

É possível tratar a tripofobia?

Todo transtorno psicológico deve ser tratado por um profissional especializado em psicologia.

A tripofobia está sendo estudada?

O único relato de estudo científico em desenvolvimento sobre a tripofobia vem da Universidade de Essex, na Inglaterra, onde o professor do departamento de psicologia Geoff Cole, que se considera um “tripofóbico”, vem trabalhando sobre o tema.

Em um artigo publicado em 2013, Geoff Cole afirma que uma série de animais potencialmente perigosos tem em sua aparência esse conjunto de perfurações que assustam o tripofóbico. Ele observa que ‘embora os pacientes não estejam conscientes da associação, a fobia surge em parte porque os estímulos indutores compartilham características visuais básicas com organismos perigosos’, o que gera a resposta rápida e inconsciente.

O que é fobia?

Segundo a descrição da Organização Mundial da Saúde, fobia é a sensação de medo muito intensa, que pode ser acompanhada de sintomas físicos, como tremor, taquicardia e sudorese. A fobia é desencadeada por um fator ou situação que não representa necessariamente um risco à vida. Podem ser inatas e inexplicadas, adquiridas por causa de um trauma, desenvolvidas a partir da exposição a informações perturbadoras ou mesmo assimiladas com a convivência com outras pessoas.

Redação

Artigos Relacionados

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja nosso parceiro!

Fale conosco e tire todas suas dúvidas. Venha fazer parte do maior canal de entrevistas de saúde do Brasil!

Newsletter

    @2023 Fernando Beteti – Todos os Direitos Reservados.