segunda-feira, fevereiro 26, 2024
Home » Cérebro de homens encolhe depois do nascimento do 1ª filho, aponta estudo

Cérebro de homens encolhe depois do nascimento do 1ª filho, aponta estudo

por Fernando Beteti

O cérebro dos homens diminui depois que eles vivenciam o nascimento do primeiro filho. É o que aponta um estudo realizado por cientistas do Instituto de Saúde Carlos III de Madri, na Espanha. De acordo com os pesquisadores, o volume do córtex cerebral reduz de 1% a 2% após a chegada do recém-nascido. O artigo está publicado na revista Cerebral Cortex.

“Estudar os pais oferece uma oportunidade única de explorar como a experiência parental pode moldar o cérebro humano quando a gravidez não é vivenciada diretamente”, explicam os autores do estudo

Conforme o estudo, os homens tiveram sinais de redução do volume do sistema visual e alterações cerebrais no córtex. Ou seja, área do cérebro conhecida como massa cinzenta. Segundo a Fiocruz, trata-se da parte do cérebro responsável pela nossa capacidade de pensamento, movimento voluntário, linguagem, julgamento e percepção.

Para chegar aos resultados, foram coletados dados e imagens cerebrais captadas por ressonância magnética de 20 homens durante a gestação de suas parceiras e até oito meses após o nascimento do primeiro filho. A pesquisa também teve informações 17 voluntários sem filhos.

Mas, por que essas alterações ocorrem no cérebro dos homens? Essa é uma resposta ainda buscada pelos cientistas. “Os resultados sugerem um papel único do sistema visual em ajudar os pais a reconhecer seus filhos e a responder de acordo. Essa hipótese precisa ser confirmada em estudos futuros”, completam os cientistas.

Fernando Beteti

Artigos Relacionados

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja nosso parceiro!

Fale conosco e tire todas suas dúvidas. Venha fazer parte do maior canal de entrevistas de saúde do Brasil!

Newsletter

    @2023 Fernando Beteti – Todos os Direitos Reservados.