sábado, fevereiro 24, 2024
Home » Bolsonaro está doente? Veja o estado de saúde do presidente da República

Bolsonaro está doente? Veja o estado de saúde do presidente da República

por Fernando Beteti

A saúde do presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a ser assunto. Isso porque o chefe do Executivo teria dado entrada no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, na noite desta quinta-feira (17). 

A informação oficial repassada à imprensa é que Bolsonaro passa bem e está no Palácio do Alvorada. O comunicado foi dado pelo ex-ministro da Defesa e da Casa Civil Walter Braga Netto, ao Jornal Estadão. Tudo indica que Jair Bolsonaro mais uma vez procurou o hospital por causa de uma nova hérnia no local onde, em 2018, foi golpeado por uma faca durante um ato de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Do dia em que levou a facada até agora, Bolsonaro já passou por quatro procedimentos cirúrgicos na região. Porém, uma cirurgia emergencial não está em cogitação neste momento. Já deputada federal Bia Kicis disse, no Twitter, que Bolsonaro não foi internado.

Outra notícia que tem circulado é a de que Bolsonaro se recupera de uma erisipela na perna. O problema, conforme o Ministério da Saúde, ocorre devido a um processo infeccioso da pele. Ele pode atingir a gordura do tecido celular, causado por uma bactéria que se propaga pelos vasos linfáticos.

Quando o paciente é tratado logo no início da doença, as complicações não são tão evidentes ou graves. No entanto, os casos não tratados a tempo podem progredir com abscessos, ulcerações (feridas) superficiais ou profundas e trombose de veias. A sequela mais comum, conforme o Ministério da Saúde, é o linfedema. Ou seja,  o inchaço persistente e duro localizado principalmente na perna e no tornozelo, resultante dos surtos repetidos de erisipela.

Tratamento:

O tratamento combina várias medidas realizadas ao mesmo tempo e determinadas pelo médico. Veja a seguir:

  • uso de antibióticos específicos para eliminar a bactéria causadora;
  • redução do inchaço, fazendo repouso absoluto com as pernas elevadas, principalmente na fase inicial. Pode ser necessário o enfaixamento da perna para que desinche mais rapidamente;
  • fechamento da porta de entrada da bactéria, tratando as lesões de pele e as frieiras;
  • limpeza adequada da pele, eliminando o ambiente propício para o crescimento das bactérias;
  • uso de medicação de apoio, como anti-inflamatórios, antifebris, analgésicos e outras que atuam na circulação linfática e venosa.

Crédito da Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Fernando Beteti

Artigos Relacionados

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja nosso parceiro!

Fale conosco e tire todas suas dúvidas. Venha fazer parte do maior canal de entrevistas de saúde do Brasil!

Newsletter

    @2023 Fernando Beteti – Todos os Direitos Reservados.