sábado, fevereiro 24, 2024
Home » Saiba identificar se você está tendo um infarto e conheça a ‘solução’ para um coração saudável

Saiba identificar se você está tendo um infarto e conheça a ‘solução’ para um coração saudável

por Fernando Beteti
Infarto

O coração está sempre na “mira” das doenças cardiovasculares, consideradas as principais causas de morte no mundo. O Infarto Agudo do Miocárdio é a maior causa de mortes no Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, estima-se que, no país, ocorram de 300 mil a 400 mil casos anuais de infarto. Outro dado importante é que a cada 5 a 7 casos, ocorra um óbito. 

Para diminuir o risco de morte, o atendimento de urgência e emergência, nos primeiros minutos, é fundamental para salvar uma vida. Sendo assim, é preciso estar muito atento aos sintomas.

O principal deles é dor ou desconforto na região peitoral, podendo irradiar para as costas, rosto, braço esquerdo e, raramente, braço direito. Essa dor costuma ser intensa e prolongada, acompanhada de sensação de peso ou aperto sobre o tórax, provocando suor frio, palidez, falta de ar e sensação de desmaio. 

Além disso, em idosos, o principal sintoma do infarto agudo do miocárdio pode ser a falta de ar. A dor também pode ser no abdome, semelhante a dor de uma gastrite ou esofagite de refluxo, mas é pouco frequente. Por outro lado, nos diabéticos e idosos, o infarto também pode ocorrer sem sinais específicos. Por isso, deve-se estar atento a qualquer mal-estar súbito.

Cuidados para não ter um infarto

Para ter um coração mais saudável há uma série de fatores que precisamos prestar atenção. Um deles é a alimentação. Alguns alimentos têm de ser evitados: frituras e excesso de gorduras saturadas, açúcares e embutidos.

Prefira as chamadas “gorduras boas”, presentes no azeite, óleo de soja e milho, cremes vegetais. Adicione ao cardápio frutas, legume e verduras, que são boas fontes de vitaminas, minerais e fibras.

Movimente-se

Passar a maior parte do dia sentado é prejudicial à saúde, engorda, faz mal para a coluna, dificulta a circulação, dá varizes e pode complicar a situação do coração. A dica é levantar a cada 40 minutos para estimular a circulação do sangue no corpo.

Vá ao banheiro sempre que sentir vontade. Segurar xixi por muito tempo aumenta os batimentos cardíacos, a pressão arterial e estressa o sistema cardiovascular. A prática de exercícios físicos, além de melhorar as condições do corpo, favorece a diminuição do colesterol ruim (LDL) e aumenta o nível de colesterol bom (HDL) no sangue.

Fuja do tabagismo

Fumantes correm 70% mais risco de sofrer um infarto. O cigarro é um propulsor para diversos problemas: promove o depósito de colesterol na parede das artérias e a oxidação (favorecendo a formação de coágulos que podem provocar um derrame cerebral) e facilita a coagulação do sangue (dificultando a circulação).

O fumo passivo também faz muito mal ao coração, aumentando as chances de doenças do coração em 30%. Portanto, evite ficar em lugares fechados ao lado de fumantes.

Durma bem

A falta de descanso noturno viabiliza o aumento dos níveis de cálcio nas artérias cardíacas, levando ao aparecimento de placas capazes de entupir os vasos e provocar um derrame ou infarto. Basta uma hora de sono a menos por noite para que o risco de calcificação cresça em 16%.

Dormir mal faz o corpo liberar hormônios do estresse, que comprimem as artérias e causam inflamação. Por outro lado, ficar muito tempo na cama também não faz bem à saúde.

Para driblar essas estatísticas, é importante tomar alguns cuidados. Praticar atividades físicas e ter uma alimentação saudável com certeza estão na lista. E temos mais um aliado, a Cardiologia Metabólica, um método desenvolvido pelo cardiologista norte-americano, Dr. Stephen Sinatra.

O médico explica que a Cardiologia Metabólica leva energia e vitalidade ao coração. Os resultados, segundo ele, são surpreendentes. Além de prevenir doenças, milhares de pessoas puderam sair da lista de espera por um transplante graças a essa descoberta.

O que é de fato a Cardiologia Metabólica?

Esse método associa nutrientes poderosos para a saúde cardíaca. Ele reúne Coenzima Q-10 (CoQ10), L-Carnitina, Magnésio Dimalato e D-Ribose, dando origem a um quarteto chamado de “Solução de Sinatra”.

A Coenzima Q10 é produzida pelo organismo e é vital. Entre suas funções, proporciona energia e vitalidade ao coração. Apesar de ser fabricada pelo organismo, a quantidade não é suficiente. Por isso a suplementação se torna importante”, explicou o Dr. Stephen Sinatra.

De acordo com o médico, a Coenzima Q10 atua na produção de energia dentro das mitocôndrias. Na prática, tem uma melhora no desempenho do músculo cardíaco, possibilitando que ele “trabalhe” com menos esforço.

LEIA TAMBÉM – Descoberta a gordura que protege contra o infarto e tem vários outros benefícios

Assim como a CoQ10, Magnésio, D-Ribose e L-Carnitina também são essenciais. O Magnésio é considerado o “mineral da vida”, auxiliando no controle da pressão arterial e ajudando a estabilizar as membranas celulares do músculo cardíaco.

Já a D-Ribose colabora com as funções do coração e no processo de recuperação de energia depois de esforços físicos. Por fim, a L-Carnitina transporta ácidos graxos para a mitocôndria e leva oxigênio e ácidos graxos para as células. É lá que a Coenzima Q10 age no processo de fabricação de energia.

Fernando Beteti

Artigos Relacionados

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja nosso parceiro!

Fale conosco e tire todas suas dúvidas. Venha fazer parte do maior canal de entrevistas de saúde do Brasil!

Newsletter

    @2023 Fernando Beteti – Todos os Direitos Reservados.