sábado, fevereiro 24, 2024
Home » Excesso de pornografia faz mal para o cérebro, sugere estudo

Excesso de pornografia faz mal para o cérebro, sugere estudo

por Fernando Beteti

Um estudo alemão divulgado nos Estados Unidos indica que homens que passam uma quantidade significativa de tempo assistindo pornografia na internet podem ter redução da atividade cerebral e menos matéria cinzenta em determinadas áreas do cérebro.

“Encontramos um importante vínculo negativo entre o ato de ver pornografia durante várias horas por semana e o volume de matéria cinzenta no corpo estriado direito do cérebro”, assim como a atividade do córtex pré-frontal, escreveram os cientistas do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano em Berlim.

Para conduzir a pesquisa, os autores recrutaram 64 homens saudáveis, entre 21 e 45 anos, e pediram que respondessem a um questionário sobre a quantidade de tempo que dedicavam à visualização de vídeos pornográficos, resultando em uma média de quatro horas por semana.

Os participantes também foram submetidos a um exame de ressonância magnética cerebral para avaliar o volume cerebral e como ele reagia às imagens pornográficas.

A maioria dos indivíduos que assistiam a mais pornografia apresentou diminuição do corpo estriado do cérebro, uma estrutura nervosa localizada abaixo do córtex cerebral, e deterioração das conexões entre o corpo estriado e o córtex pré-frontal, a camada externa do cérebro responsável pelo comportamento e tomada de decisões.

Fernando Beteti

Artigos Relacionados

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja nosso parceiro!

Fale conosco e tire todas suas dúvidas. Venha fazer parte do maior canal de entrevistas de saúde do Brasil!

Newsletter

    @2023 Fernando Beteti – Todos os Direitos Reservados.