segunda-feira, fevereiro 26, 2024
Home » 9 sinais comuns de autismo que colaboram no diagnóstico precoce

9 sinais comuns de autismo que colaboram no diagnóstico precoce

por Fernando Beteti

Transtorno do Espectro Autista (TEA) engloba várias condições caracterizadas por alterações no desenvolvimento neurológico e dificuldades nas interações sociais. O Ministério da Saúde destaca que os sinais de desenvolvimento neurológico da criança podem ser observados nos primeiros meses de vida, e o diagnóstico geralmente é feito entre os 2 e 3 anos de idade. Além disso, a prevalência do autismo é maior em pessoas do sexo masculino.

Também conhecido como Desordens do Espectro Autista (DEA ou ASD em inglês), o autismo recebe esse nome porque abrange uma ampla gama de situações e apresentações, variando de formas leves a graves. Essas incluem dificuldades na comunicação devido a déficits na linguagem e na capacidade de imaginação para lidar com jogos simbólicos, dificuldades na socialização e padrões comportamentais restritivos e repetitivos.

A identificação precoce de atrasos no desenvolvimento, um diagnóstico oportuno do TEA, encaminhamento para intervenções comportamentais e suporte educacional podem resultar em melhores resultados a longo prazo.

A etiologia do Transtorno do Espectro Autista ainda é desconhecida. No entanto, evidências científicas sugerem que não existe uma causa única, mas sim uma interação de fatores genéticos e ambientais. O grau de comprometimento pode variar muito.

Veja 9 sinais comuns de autismo que colaboram no diagnóstico precoce

  • De maneira geral, os indivíduos são voltados para si mesmos.
  • Não estabelecem contato visual com as pessoas nem com o ambiente.
  • Podem conseguir falar, mas não usam a fala como ferramenta de comunicação.
  • Embora possam entender enunciados simples, têm dificuldade de compreensão e aprendem apenas o sentido literal das palavras. Não compreendem metáforas nem o duplo sentido.
  • Podem demonstrar ausência completa de qualquer contato interpessoal.
  • Ou seja, são crianças isoladas
  • Não olham para as outras pessoas nos olhos.
  • Não retribuem sorrisos.
  • Além disso, repetem movimentos sem muito significado ou ficam girando ao redor de si mesmas.

Fernando Beteti

Artigos Relacionados

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja nosso parceiro!

Fale conosco e tire todas suas dúvidas. Venha fazer parte do maior canal de entrevistas de saúde do Brasil!

Newsletter

    @2023 Fernando Beteti – Todos os Direitos Reservados.