terça-feira, agosto 9, 2022
Home » ‘O segredo é morrer jovem o mais tarde possível’, diz Lair Ribeiro

‘O segredo é morrer jovem o mais tarde possível’, diz Lair Ribeiro

por Fernando Beteti
Foto: Ilustrativa/Freepik

A expectativa de vida do brasileiro aumentou em 3 meses em 2019 em relação a 2018, atingindo 76,6 anos. Os dados são da pesquisa mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mas será que viver mais significa necessariamente viver com mais saúde?

O médico, escritor best-sellers e conferencista Lair Ribeiro, explica que saúde é um bem-estar físico, emocional e espiritual e alerta: o brasileiro, assim como no restante do mundo, está vivendo mais, mas está passando mais tempo doente.

“O sujeito, antes de morrer, fica 30 anos doente. Com 50 anos ele começa a adoecer, vai morrer com 80, mas vai ficar 30 anos doente. Aí chega uma hora que a vida não vale a pena mais. O grande segredo da vida é você morrer jovem o mais tarde possível. Então, o que temos que fazer é primeiro se prevenir e, segundo, saber curar essas doenças. E o caminho é a ‘farmácia de Deus’. É aquilo que já está aí na natureza. Não é nenhuma droga artificial que vai resolver o problema”, afirma.

O que fazer para ter saúde?

Para Lair Ribeiro, é necessário mudar o estilo de vida, cuidar do seu sono, alimentação, ingerir uma boa quantidade de agua e voltar a comer sal. “Falaram para você que sal faz mal. O cloreto de sódio faz mal, mas o sal integral é essencial para a sua saúde. Tem muita coisa que podemos fazer para melhorar a saúde”, acrescenta.

Ainda conforme Lair Ribeiro, estar doente não necessariamente é estar internado e recebendo cuidados no hospital.

“Falta de sintoma não significa que você é saudável. Ser saudável é muito diferente de não ser doente. A pessoa pode falar eu não sou doente, mas também não é saudável. O que é ser saudável? É ter energia, disposição para fazer tudo o que quer fazer e sem sintomatologia. Não sinto cansaço, não consigo dormir, tenho problema digestivo… ou seja, a pessoa não está no hospital, não está procurando um médico, mas não está 100%. A pergunta que tenho para você é: de 1 a 10, como se sente. Você tem que estar se sentindo 11! Esse é o ideal. E hoje as pessoas não estão assim. Elas estão cansadas, esgotadas, muitas tem dor crônica. E não é para ser assim. Quando a pessoa é totalmente saudável, o grau de dor no corpo é 0”, ensina.

Alimentação x Saúde

Segundo o especialista, uma das questões fundamentais para a falta de saúde da população atualmente é a qualidade dos alimentos consumidos no dia a dia.

“Primeiro que você não tem alimento mais. Você tem produto alimentício, que já vem industrializado e com uma serie de conservantes. Hoje você compra no mercado uma coisa que pode ficar lá 40 dias, 60 dias, 90 dias na gôndola. Então você tem que procurar usar os produtos naturais o máximo que puder e deixar de comer comidas industrializadas. Tem gente que come fora todo dia. Você não sabe a gordura que o restaurante está usando”, diz.

“Além disso, o solo e a água estão contaminados. Vivemos num mundo contaminado e nosso organismo não dá conta dessa contaminação. Ele (organismo) está acumulando lixo demais. A nossa água, que é 70% do nosso corpo, também está contaminada. Precisamos eliminar essas coisas todas. (…) Por isso que o detox é muito importante, porque ele tem capacidade de eliminar essa porcariada”, completa.

Artigos Relacionados

Deixe seu Comentário

Seja nosso parceiro!

Fale conosco e tire todas suas dúvidas. Venha fazer parte do maior canal de entrevistas de saúde do Brasil!

Últimas Notícias

Veja Também

Newsletter

    @2022 Fernando Beteti – Todos os Direitos Reservados.